Guilherme Ribeiro Carvalho

Arquitetura, Design e tecnologia.

Grave a tela do seu iPhone ou iPad utilizando o QuickTime

Sem categoria

A habilidade de gravar a tela de um iPhone ou iPad sempre esteve disponível, mas sempre requereu algum trabalho extra para funcionar, como por exemplo fazer o jailbreak ou utilizar o Airplay. Com o OS X Yosemite e o iOS 8 (ou superior) a Apple deixou esta tarefa muito fácil, e a palavra chave se chama QuickTime.

Para gravar a tela de seu iPhone ou iPad é muito simples, mas antes de mais nada, certifique-se de que está rodando o OS X Yosemite (ou superior) no seu mac, e o iOS 8 (ou superior) no seu iPhone ou iPad, e que eles estão conectados através do cabo lightning. Veja que você precisará antes de mais nada “confiar” neste computador antes de iniciar o processo. Comigo só funcionou depois de ter feito esta opção e de ter reiniciado o Mac com o iPhone ligado nele.

Inicie o QuickTime… Como assim não achou? Bem, ele está incorporado ao sistema, mas, pelo menos em meu Mac ele não aparece na pasta aplicativos, tive de localiza-lo utilizando o spotlight. Então, voltando ao assunto, Abra o Quicktime (player mesmo) vá em arquivo > Nova gravação de filme (ou File > New movie recording), esse menu está naquela barrinha em branco, na parte superior da sua tela. Isso abrirá uma nova janela para a gravação. O Mac iniciará a sua webcam mas ignore isso, clique no triangulo que aponta para baixo que se encontra ao lado do botão gravar, isso lhe permitirá selecionar uma fonte alternativa de vídeo.

Selecione então o seu iPhone ou iPad nesta lista e a tela de seu dispositivo aparecerá replicado na tela de seu Mac, e a cerejinha em cima do bolo é que já mostra automagicamente uma barra de status limpa com o sinal do celular no máximo, e a hora ajustada para 9:41, assim você pode fazer as suas gravações profissionais como se elas tivessem side feitas pela Apple. Eu repito aqui o que eu disse antes. Meu iPhone só apareceu nesta lista depois que eu reiniciei o Mac com ele conectado na porta USB.

O QuickTime inclusive reconhece a rotação do seu dispositivo, então você verá o preview do vídeo com as proporções iguais as que estão sendo exibidas em seu dispositivo.

A gravação ocorre quase em tempo real, mas pode se perceber um lag entre o que é feito no seu dispositivo e o que é visto na tela do seu computador. Mas isso não é um problema para a gravação, pois o programa sincronizará o áudio com o vídeo na saída final. Então, fica a dica, não utilizar este recurso para transmissão ao vivo ou realizar tarefas que requeiram uma latência mínima.

Já o áudio, você pode gravar a tela do seu iPad ou iPhone e depois adicionar o som, ou você pode gravar o áudio ao vivo junto com o vídeo. No mesmo menu onde você selecionou seu dispositivo como origem do vídeo, você pode definir de onde deve vir o som, que pode ser o microfone embutido no seu mac ou outra fonte de som, ou o seu dispositivo mesmo, com os aplicativos que você quer demonstrar.

Quando você terminar, tudo o que precisa fazer é pressionar o botão Parar na tela de preview, ai então você pode salvar a sua gravação (formato .mov) ou exportar para seu formato preferido.

É uma pena que este mesmo recurso não esteja disponível no Quicktime para Windows. Lá só é possível gravar som, já que a gravação de vídeo e compartilhamento é uma tarefa exclusiva de quem usa Mac (aquele asteriscozinho básico no canto inferior esquerdo da parte branca da página do QuickTime).