Guilherme Ribeiro Carvalho

Arquitetura, Design e tecnologia.

Escolhendo o pre-ajuste (preset) do PDF corretamente

Sem categoria
Hoje em dia quase todo mundo utiliza o formato PDF para enviar as suas artes finais, mas você sabia que existe um formato de PDF chamado PDF/X?  O X vem de exchange, esse subformato surgiu da necessidade do intercâmbio de arquivos gráficos, onde se mantivesse a qualidade não importando o programa de origem.

O maior usuário final deste padrão acabou sendo os bureaus de impressão que recebem os arquivos prontos e compatíveis com seu equipamento. E claro depois disso a troca de arquivos também ficou muito mais fácil! Quem nunca mandou um PDF pra alguém?

Mas chega de conversinha e vamos ao que interessa! Sempre que vamos salvar ou exportar em PDF utilizando o nosso programa preferido, temos diversas opções e dependendo do fim para que será gerado o arquivo, devemos optar pela opção certa.

Acima a tela salvar como adobe PDF do ilustrator (igual para quase todos os aplicativos da adobe).

Os padrões utilizados são esses abaixo. Os presets dos programas (tanto adobe como corel) utilizam seleções baseadas nestas opções aqui abaixo listadas.

PDF/X-1a:2001 – Este ajusta achata a transparência (achata, entenda, converte em um desenho similar sem a transparência) e mescla as camadas (layers).  PDF / X-1a suporta CMYK e cores especiais, mas não permite o gerenciamento de cores. Imagens RGB serão convertidas em CMYK; Valores CMYK serão preservados. As imagens coloridas e em escala de cinza terão suas resoluções reduzidas para 300 dpi (considerado um padrão para a impressão comercial). Então, este padrão não é indicado para artes que usam Pantone, e verifique o arquivo exportado se ele não alterou as cores das imagens em RGB ou escala de cinza.

PDF/X-1a:2003 – Este padrão é somente uma revisão do padrão 2001 para ser compatível com o adobe acrobat 1.4.

PDF/X-3:2002 – Neste padrão foi adicionado o suporte ao padrão RGB e Lab Colors, bem como a capacidade de converter padrão de cores menos comuns e o uso do JPG2000 e também suporte ao gerenciamento de cores. Este ajuste é mais utilizado na Europa. Utilize este ajuste caso pretenda que o bureau de impressão faça ajustes  para melhorar a reprodução das cores.

PDF/X-3:2003 – É só uma revisão do PDF/X-3:2002 para dar suporte ao PDF 1.4.

PDF/X-4:2010 – Este padrão implementa novo gerenciamento de cor, habilidade de utilizar arquivos externos para compor o conteúdo.

PDF/X-5: não é uma nova versão, só implementa suporte a novos padrões de cores.

Tem outros formatos de PDF/X que não são destinados a impressão de qualidade, são eles:

PDF/A: É uma padronização tipo ISO do formato PDF especializado na preservação de documentos eletrônicos, ele não permite por exemplo que as fontes do texto sejam uma conexão externa, ou seja, tudo o que o arquivo necessita estará dentro do arquivo, fontes, anotações, gerenciamento de cor, etc.

PDF/E: Direcionado a engenharia e arquitetura (pontos armazenados com maior precisão, mais informação técnica inclusa, geolocalização, interatividade e animação 3D).

PDF/VT: Indústria Gráfica (Dados variáveis), Baseado no PDF/X-4 com gerenciamento de cores seguindo os padrões definidos pela ICC, suporta o padrão de formulários bem como o manuseio de dados e a interatividade, o padrão VT-1 é um arquivo único, já o padrão VT-2 consiste em um arquivo que pode acessar fontes externas utilizando o padrão um mime de fluxo de dados, MAS a sua visualização depende de um visualizador especializado.

PDF/UA: É o nome informal do padrão ISO 14289, nada mais é que a especificação técnica oficial para programadores poderem escrever e ler arquivos PDF, então arquivos escritos neste padrão devem ser lidos por qualquer leitor PDF, e ainda oferece suporte a dispositivos de acessibilidade, leitores em voz alta, navegação por Joysticks, etc.

Então concluindo, o padrão PDF/X não foi criado pela Adobe, é uma derivação padronizada pelo ISO, que tem como objetivo a troca de arquivos gráficos com qualidade e informações necessárias para a sua correta impressão. Se você está em dúvida sobre qual padrão usar, utilize o PDF/X-3:2003 pelo menos hoje, em dezembro de 2015 ele é o formato que todos o bureaus de serviço aceitam, tanto aqui no Brasil como no exterior.